sexta-feira, 9 de novembro de 2012

BookCrossing Blogueiro 2012


Pronto! Libertei o livro. O lugar - Feira do Livro! Escolhi Jardim de Inverno, da Zélia Gattai. Li quando tinha 11 anos. A minha avó gostava desse livro e me deu para ler naquela época. Se algum dia quiser reler ou precisar dele, tem na casa de muita gente e em todas as bibliotecas.

Sou a favor de libertar livros, doar, trocar, desde que seja feito com cuidado.

Prefiro não ter muita coisa em casa. Guardo somente alguns livros que preciso para estudos e consultas e aqueles que vou reler em breve, assim como os importados e mais difíceis de conseguir novamente.

13 comentários:

Lu Fernandes disse...

Parabéns!! E este livro é muito sugestivo, parece ser bom!! Fala a verdade, sentiu uma dorzinha por libertá-lo?? bjos sua linda!!

Lu Fernandes disse...

Parabéns!! E este livro é muito sugestivo, parece ser bom!! Fala a verdade, sentiu uma dorzinha por libertá-lo?? bjos sua linda!!

Bruxa do 203 disse...

Oi Lu!
Fiquei feliz ao libertá-lo. Prefiro que alguém encontre e leia. Não gosto de coisas guardadas em prateleiras.

Carla Renata (A Teimosa) disse...

quase todos os livros que eu leio são emprestados na biblioteca, tenho fichinha lá desde os meus cinco anos de idade... ou seja.. há trinta anos que sou rata de biblioteca, trinta anos passeando por aqueles corredores, conheci tooooooooooooooodas as bibliotecárias e todas elas me chamam pelo nome na rua..kkkkkkk.. bjokas lindeza e um ótimo fds

Ca Duducha disse...

Que bacana sua atitude. Eu costumo trocar livros com meus primos. Família grande é uma beleza, passamos roupas, brinquedos e livros para os mais novos...

Bom final de semana!
Um abraço de Ursa!

AVOH disse...

Belo gesto!
Não sou materialista, a cada seis meses dou uma limpa geral nos armários e tudo o que não usei em seis meses é despachado, inclusive com utensílios domésticos, mas com os livros ainda não consigo. mas vou tentar fazê-lo, afinal o final de ano se aproxima e os nossos corações se compadecem, pensando assim, quem sabe?!
Beijão.

Adriana Balreira disse...

Tão bom fazer isso, né? Estou com dois para libertar e acabei esquecendo hoje de trazer para fazer isso. Mas amanhã faço.
Beijos
Adriana

Luma Rosa disse...

Você é das minhas!! Acho que os livros que lemos e que não vamos ler mais, não deveriam ficar de enfeite na estante - ele precisa ser manuseado por outras mãos e assimilados os seus escritos. Qual escritor quer que seu livro fique de enfeite? Ele quer vários leitores, quer que suas palavras sejam repercutidas nas mentes. No meu modo de pensar, quem ama a leitura, deixa os livros livres para mais pessoas usufruírem.
Obrigada por participar do bookcrossing blogueiro!!
Ainda não li o livro que libertou, mas se topar com ele, vou me lembrar da sua indicação de leitura!
Beijus,

Luális Rosa disse...

Eu achei fantastica essa ideia, ano passado eu doei todos os meus livros de literatura para a biblioteca do trem aqui em Porto Alegre! Só fico com os livros tecnicos mesmo esses a gente sempre pode precisar!!! Beijos

Mariângela disse...

Amei a ideia, mas tenho problemas com liberar meus livros. Vou pensar com carinho!!!
Nunca li esse livro. Vou pesquisar sobre.

bjs

Lulu disse...

Não li esse livro, mas não consigo me desapegar daqueles q eu li.
Big Beijos

Micha Descontrolada disse...

eu sempre doo livros, pq tb não gosto de ter mtas coisas em casas. só guardo as biografias, q eu amo de paixão e releio.

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα ツ

Nat Viegas disse...

bá, sério? eu sou o oposto... não gosto de me desfazer dos meus livros, por isso minha estante está que não cabe mais nada! acho muito legal essa atitude de passar os livros adiante :)

muuuuito obrigada pelas felicitações, Bruxa! um ano maravilhoso para todas nós!!

beijão