quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Cartões de Crédito, Cartões de Lojas e Mais Cartões....

Sempre fui muito consciente e econômica. Na infância, ao contrário da maioria das crianças, eu sabia o que podia comprar, quando dava e quando não dava, sem problemas. Parentes e vizinhos diziam para a minha mãe que tinham uma certa inveja - os filhos deles só exigiam tênis caros, de marca e eu queria aqueles bem baratinhos, do supermercado mesmo. No meu aniversário de sete anos, o meu tio quis entrar numa das melhores confeitarias da cidade para comprar o bolo e eu chorei, pedi para ele não gastar dinheiro. Tiveram que comprar ingredientes e fazer um bolo simples, em casa. Nas reuniões de família, é uma das histórias mais lembradas até hoje!!

O tempo passou e mantive esse espírito econômico. Aprendi a viajar sem gastar muito e a pesquisar preços antes de comprar qualquer coisa. O meu primeiro cartão de loja foi da C&A. Fizeram para mim porque eu não pensava em ter um cartão. Ficava com tanto medo de dever que cheguei a pagar mais do que o total da fatura e depois tive que retirar em mercadorias. Lembro que peguei vários pacotes de meias. Sim, a C&A ficou me devendo. rsrsrs 

Até que... depois de umas 5 adolescências, veio a vida adulta e chegou a hora de conhecer a realidade, principalmente quando não tinha mais marido pagando as contas (OK, sei que essa frase foi machista, mas é a verdade). Pagamentos vencendo, poucas oportunidades de trabalho, colegas dando indiretas de que eu precisava de umas roupas melhores, enfim, atire a primeira pedra quem nunca esteve num buraco, daqueles bem fundos!!!!!!!!! E um dia, lá está você, aquela que sempre foi a mais consciente e econômica, com vários cartões estourados... de crédito, de lojas, de supermercados e outros que você nem sabia que existiam. Mas tudo tem um fim, sempre há uma solução, aos poucos eles serão zerados e alguns, de preferência, cancelados.  Economistas de plantão dão dicas tão ridículas e óbvias que até parecem aquelas nutricionistas que querem que uma pessoa obesa passe a viver de grelhados. Só quem pode encontrar o caminho é você.

Até a metade de 2014, enquanto aguardamos a Copa, de vez em quando, irei contando como anda essa peregrinação, rumo aos cartões zerados, assim como outros pepinos (empréstimos) que tenho por aí. Os quilos não são os únicos que precisam ser eliminados!!

19 comentários:

Josi Carneiro disse...

É... dividas em geral não são legais, e ter que se desdobrar pra pagar não é fácil! Meu marido também paga as contas daqui de casa (maior parte mesmo), sem ele não tenho nada. Espero que consiga pagar tudo e se estabilizar, bjos

Ana Fayer disse...

Ah querida sei bem o que é isso... acho que passei mais da metade da minha vida endividada... e ainda estou viva... fácil é ter as contas em dia quando se tem um bom salário... ou quem possa pagar nossas contas... devagar se vai ao longe! Vc vai conseguir superar essas dificuldades! Beijos!

Tamiris disse...

CARTÕES E MAIS CARTÕES....


A minha situação é um pouco mais delicada,quem estourou meus cartões foi meu ex noivo,que compro tudo do bom e do melhor e nunca pagou...quando descobri as traições...ele tinha estourado 2 cartões meus...se não pagou quando estávamos juntos imagina separado...Luto para pagar esses cartões até hoje....
Mas com fé vamos conseguir eliminar as dividas e os cartões rsrsrsr!

Cristiane Fonseca disse...

Cartão de credito ;é sim uma furada..quem nunca passou por isso?! mas sua essencia é economica e tenho certeza que logo logo estarás no eixo...

O primeiro passo vc ja deu. ADMITIR!!! isso é muito importante!!!

Beiju grande!!

Mi disse...

Nossa, sei exatamente o que você está falando! Mas diferente de você, sempre fui "gastadeira". Hoje em dia penso 1000 vezes antes de comprar uma bala, mas o "estrago" está feito.

Que bom que está consciente do que tem que fazer! Mas eu acho graça é que os tais economistas não nos contam sobre a paciência de Jó que teremos que ter enquanto pagamos nossas contas... Pagando, dizendo NÃO para quase tudo, pagando, esperando... e por aí vai!

Beijos e sucesso na empreitada!

Aline Canteiro disse...

Oi Bruxa! Passei por um perrengue desses ano passado! No momento tenho apenas uma divida para ser quitada! AMÉM!

torcendo por ti! Beijão!

Fulana disse...

ai, estamos juntas! estou atacando meu cartão de crédito, mas depois precisarei atacar uns cartões de loja, coisinha pouca, mas que continua na pendência. como a minha situação é menos caótica, acredito que até o último dia do ano estarei com tudo em dia! oremos! boa sorte pra nós!

Luana disse...

dividas nem me fale!!!
acho que vou ate 2015 nas olimpíadas!!!!!!
mas bora la amore! força na peruca que a gente consegue
bjs

Carla Renata Galassi disse...

lindeza.. eu ao contrario de vc sempre fui compulsiva por compras... muito compulsiva.. até que chegou num ponto em ke me afundei de verde e amarelo e cá estou eu pagando pagando e pagando... mas assim.. como sou shopaholic tomei algumas atitudes que talvez pra vc não sirvam pq vc ja é economica de natureza, mas parei de andar a toa pelo centro da cidade, substitui os sapatos e roupas caras por esmaltes, cancelei todos os cartões (só fiquei com um, o do banco, ja paguei as contas da praça e o limite do banco, agora só me falta quitar o empréstimo que vai até novembro de 2018.... e que Deus nos ajude...rs

Elisabete disse...

Quanto menos cartões, melhor! De crédito, não quero nenhum.
Bom fim de semana

marilis dutra disse...

Oi Flor realmente atire a primeira pedra quem nunca se individou...
mas vai da tudo certo e não adianta nos desesperarmos e ter paciência e pouco a pouco vai se resolvendo =)


Bjss
Batom & Blush
http://marilisdasilvadutra.blogspot.com.br/

Muriel Nery disse...

Eu sei como é isso.
Meu marido e eu estamos comprando um apartamento e morando de aluguel. Temos muitas dívidas e eu estou sem trabalhar.
Pesa muito...
E, cá pra nós, sai mais barato ser gordo, viu?! Tudo light, desnatado e integral é mais caro. Sem falar nos quilos e quilos de frutas e verduras diversificadas, sementes de chia e o escambau.
Mas a questão é foco e determinação.
Vamos conseguir ajustar essas contas.
Tenha fé!
Abraços

http://projetoviolao.blogspot.com.br/

Lulu on the Sky disse...

Não uso cartão, já tive problemas anteriormente e agora tô fora.
Bom fds!
Big Beijos
Lulu
http://luluonthesky.blogspot.com.br

Fabi Sereia disse...

Oie..parece que estou me vendo neste post, tenho dom para me endividar, não sei sinceramente como consigo fazer isso...mas vamos sair dessa!

Viviane Roizz disse...

Eu tenho um problema sério com cartões vivo em altos e baixos com ele.

Beijos Vivi,
Doida por Esmaltes
Fan Page DPE

Luma Rosa disse...

Oi, Bruxinha!!
Torcendo para você conseguir zerar logo tudo! Poxa, a vida muitas vezes nos dá uma rasteira e você sendo como é, deve estar com os cabelos em pé. Quem sabe o sobrepeso não é do acúmulo de estresse? Sabe que tristeza engorda, né?
A coisa anda tão feia que tenho visto gente dando calote em cartão de crédito - o ruim é que você fica 5 anos sem poder ter conta em banco pois seu cpf fica em suspenso.
Também soube de gente que pediu para fazer revisão da dívida dos cartões e descobriu que na verdade os cartões tinham que lhe pagar pois estavam cobrando juros além da conta.
Desde os 15 anos cuido da minha vida financeira e nunca vi em outro lugar complicação maior que no Brasil para você fazer uma administração legal. Você tem que ficar de olho para que as instituições não lhe passe a perna!
Ah, quando entrei aqui no bloguinho, achei que tinha entrado errado! Ficou muito bonito!
Bom fim de semana!!
Beijus,

Liliane de Paula disse...

Tenho pavor de quem vem com soluções para problemas que são meus e que,quem tem que resolver sou eu.
Sou "pirangueira".
Sabe o que é isso?
Aquela que dá adeus com mão fechada.
Nunca vivi uma situação dessa. Mas sei que ela tem um fim.
A menos que, depois de tudo zerado, vc resolva gastar além da conta.

Bethânia disse...

Ah, eu não tinha lido este seu post. Poxa, sinto muito as dívidas, mas vc vai sair desta. Obrigada pela visita lá no blog e pelo comentário sobre a dívida.

Mas o meu nome foi parar no Serasa numa época que eu tava toda enrolada, nao por minha culpa, mas por culpa de não receber da empresa em que trabalhava. Aí ela fez um acordo, foi quando eu juntei todas as dívidas e fiz um empréstimo alto pra quitar tudo e ficar devendo só ele. Aí a empresa não cumpriu e ainda mandou todo mundo do meu setor embora sem fazer acerto.

O caso foi à justiça e todos sabemos que demora muito. Enquanto isso meu nome foi pro serasa. O banco só me ligando, ligando, e quando finalmente juntei o dinheiro pra pagar o empréstimo, um ano depois, me deram 50% de desconto.

Fica a dica, não pague aos poucos. Deixe a coisa ficar feia. Aí eles dão desconto. hahahhaa.. Bjs amiga. Desculpe a extensão do comentário, mas não resisti em contar como fiquei livre das dívidas.

Bah disse...

Eu nunca tive um cartão de crédito e acho que nunca vou ter. Não sei limites auahuaha então é melhor tudo no débito pra não gastar o que não tenho rs... Aí prefiro pedir emprestado cartão de amigo, marido ou parente pq eu sei q eu tenho uma obrigação maior do que ir deixando acumular no cartão rs]

Kisu!