sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Mudanças de Hábitos X Preços


No Twiter, a  Lu Francesa enviou um link que falava sobre uma família alemã que vive praticamente sem usar dinheiro. Não sou tão radical, não busco tanta perfeição, mas tenho pensado bastante sobre gastos e maneiras de economizar. O meu estilo de vida é bem simples, nada de restaurantes caros, compro só o básico, já eliminei supérfluos e dou preferência aos produtos da marca MP (Menor Preço!!). Mesmo assim, levo um susto quando paro e analiso o quanto eu gasto em supermercado. É melhor nem olhar esses detalhes para não enlouquecer!! rsrs

Quando damos início a uma reeducação alimentar, entramos em etapa de mudanças, logo começamos a nos interessar por todas as novidades e a encher a despensa de farinhas de sementes, vitaminas importadas, chás coloridos e sem querer, investimos uma fortuna Muitos desses itens realmente são bons, mas os benefícios só aparecem quando fazemos a nossa parte. Os produtos com maior diferença de preço são os pães. Os integrais, com grãos, sementes, etc, chegam a ser 5 ou 6 Reais mais caros do que o comum e não há garantia de que realmente sejam tão puros e naturais. A Amélia Calórica, nesse post, fala sobre pedir para a nutricionista, um plano simples, com comidas normais, sem frescura. É o que eu quero também: qualidade de vida, melhores hábitos, menos desperdício e mais economia e simplicidade. 

17 comentários:

Kah disse...

Olha amiga, essa é a dificuldade, o preço das comidas saudáveis dão um susto atrás do outro, é bem mais barato e fácil engordar!! Mas pra mim tem coisas que são indispensáveis e ai até vale a pena abrir um cadinho a mão!! Mas o certo é que temos que comer de tudo, afinal precisamos aprender a comer, nos controlar, comer as quantidades certas, e isso nem sempre é fácil né? Bom final de Semana, Lindo e Light!! Bjos

Neanderthal disse...

Olá Bruxa do 203.
Já estava para vir aqui há alguns dias, mas só tive tempo de sentar com calma e agradecer as pessoas pelo parabéns no meu dia de aniversário e pelas palavras de carinho quando minha mãe ficou internada agora.
Muito obrigada!
Sobre o que vc escreveu, aqui no rj a alimentação está cada vez mais cara e quem deseja comer produtos mais saudáveis tem que se preparar para a diferenças nos preços, que, como vc mesma disse, são exorbitantes.
Eu tenho uma hortinha. Nem tanto pela economia, mas pelo prazer que me dá! Que tal essa alternativazinha?
Beijos

Neanderthal disse...

Olá Bruxa do 203.
Já estava para vir aqui há alguns dias, mas só tive tempo de sentar com calma e agradecer as pessoas pelo parabéns no meu dia de aniversário e pelas palavras de carinho quando minha mãe ficou internada agora.
Muito obrigada!
Sobre o que vc escreveu, aqui no rj a alimentação está cada vez mais cara e quem deseja comer produtos mais saudáveis tem que se preparar para a diferenças nos preços, que, como vc mesma disse, são exorbitantes.
Eu tenho uma hortinha. Nem tanto pela economia, mas pelo prazer que me dá! Que tal essa alternativazinha?
Beijos

Fernanda disse...

Acho que a indústria se aproveita das pessoas que buscam saúde e emagrecimento.. é só comparar os rótulos e ver que não tem tanta diferença os produtos ditos "normais".. agora com o instagram.. a coisa já está virando obsessão.. e se a pessoa não tem grana acaba se frustando muito e colocando na cabeça se não tiver o produto X não emagrecerá.. Outra coisa que está aí e os números oficiais estão mentindo é a inflação.. olha eu acompanho minha contabilidade mensal e vejo que os preços subiram absurdamente.. esse ano.. mesmo passando almoçar em restaurantes meu super subiu 30%.. isso sem mudança significativa no perfil de consumo.. hj até tenho condições para bancar certas extravagâncias.. mas me recuso a pagar por algo que não vale..
Eu abandonei o blog... mas não deixarei de vir aqui..
Bjose bom find

Amanda disse...

Olá, bruxa!

Em primeiro lugar, obrigada por sua visita a meu blog.

Sobre essa questão dos preços, concordo totalmente. Eu também tenho um estilo de vida bem simples e atualmente, por conta de uma mudança recente na minha vida, estou meio sem grana. Mas mesmo antes disso já tinha decidido que a melhor solução era me inspirar no tipo de alimentação que eu tinha na infância, quando morava no interior com minha família: uma alimentação o mais natural possível, com comida de verdade. Sabe? Tipo pegar as verduras, cortar e preparar com coisas simples como ervas, sem temperos industrializados, sem firulas? É isso que estou tentando fazer agora. Se é suco, é da fruta, e não de caixinha (nunca gostei), e assim por diante. Tudo simples, tudo de verdade, tudo natural. Não uso maionese, ketchup, molhos industrializados, nada disso. A única concessão que faço é em relação aos iogurtes, porque não tomo leite mas preciso do cálcio. O resto, é tudo in natura. Sai bem mais barato e é mais saudável. Talvez seja uma dica que ajude a economizar.

bjsss

Jenni Gama disse...

Eu também ultimamente tenho gastado muito,mais por preguiça de cozinhar em casa. Bjs amei o post...

Luana disse...

Fazer R.A realmente gasta muito!!!
mas podemos pesquisar bastante e adaptar as receitas!!!
Eu tenho gastado muito! Mas fazendo as coisas em casa e fazendo um planejamento melhor a gente acaba gastando menos!!
amore adorei o post!
bjs

Allan Robert P. J. disse...

Noutro dia pensava sobre esse argumento e reparei como a quantidade de embalagens plásticas tem aumentado. Aqui em casa fazemos a coleta seletiva e o saco de embalagens plásticas está sempre cheio.

Fica difícil desenvolver hábitos eco-compatíveis nos dias de hoje.

:/

Elaine Regiani disse...

Sempre pensei nisso...fazer regime, ou dieta, ou Ra, o preço que pode custar. mas quando vejo o preço dos refrigerantes, cervejas, doces, biscoitos, etc...vejo que economizo bem mais fazendo a RA.
Procuro ir mais a feira e menos no supermercado..a diferença é gritante.
Mas concordo que dá pra seguir uma linha mais light e econômica sim, com produtos bem acessíveis. Exemplo: Quase toda RA coloca peito de peru no café da manha...que tal trocar por um ovo mexido??? Mais barato e não tem nitratos e nitritos, viu? É bem mais saudável o seu ovinho lindo.
Beijokas!

Cottage Regressiva disse...

Estou muito nessa! Minha maior irritação com nutricionista era examente isso. Sempre passavam coisas absurdamente caras, dizendo que sem isso eu iria ficar flácida ou meu intestino não faria o trânsito perfeito ou eu não teria êxito no programa alimentar, etc... A conta só aumentava e elas se recusando a serem mais simples, a fazerem um cardápio mais enxuto e compatível com minha realidade. Se vc mora com mais pessoas então, surta com essas mudanças, pois vai ser difícil fazer durar um pão, queijo ou seja lá o que for mais caro... Creio que fazer uma RA sendo o mais normal possível surta muito mais efeito, já que a dita cuja é pra vida toda. Nada vai funcionar tb se vc continuar com velho hábitos enraizados como vc mesma citou no post... Temos que ser realistas e prudentes!!!

Elisabete disse...

Viver sem dinheiro? Não deve ser fácil. Estou curiosa para ler a história da família alemã.
Temos que ser equilibrados e poupados.
Beijos

Just me disse...

Tava discutindo com minha amiga isso no outro dia,mas abordamos o tema de que para comer bem e saudável temos q gastar mais.
Bjs

http://achadosdamila.blogspot.com.br

Micha Descontrolada disse...

nossa, impressionei com a família alemã. mas achei radical demais, fiquei pensando se as crianças vão conseguir ou querer manter a mesma filosofia de vida qdo crescerem e tal.

qto a dieta, concordo plenamente. não saio comprando coisas caras. eu sempre comparo para ver se realmente vale a pena comprar o light/diet no custo benefício de calorias, pontuação dos VP e tal...

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα ツ

Anali Gouvea disse...

Nem me fale nos preços!!! Fico quase doida.

Queria ser bemmm natureba, mas os preços não ajudam.

Aqui em casa temos um horta, por isso, alface, rucula, couve etc temos aqui do ladinho e orgânico.

De resto fica muito difícil mesmo.

Bjos

Liliane de Paula disse...

Depois que comprei minha Máquina de fazer pão(MFP), há 1 ano. Praticamente só como o pão que faço.
Gosto de pão para comer no café e jantar.
Era uma chateação mandar todo a tarde a serviçal, comprar. Ela não se chateava. Eu que me chateava.
No pão, de farinha de trigo normal, consigo colocar: linhaça, gergelim, amêndoas fatiadas, quinoa e amendoin.
Tudo na mesma receita.
Fica bom ,viu?

alexandra disse...

Muito bom o artigo

Bah disse...

Quem não gosta de coisa prática e econômica, né? Ainda mais se for saudável tá no lucro rs.

KIsu!