Pular para o conteúdo principal

Pessoas Felizes

Estava no carro, com as colegas de trabalho (como diria o Silvio Santos!!), aí começamos a falar de comida, restaurantes, lanches e sobremesas, então consequentemente, surgiu o tema engordar, emagrecer, dietas, etc. No final, uma colega disse o seguinte: Todo gordinho é feliz porque sabe o que é bom e come o que gosta. Achei bonitinho, simpático! Deixo bem claro que não defendo o sedentarismo, muito menos colesterol, pressão alta e tudo que a obesidade causa, mas gostei de saber que ainda existem pessoas que sabem ver as coisas de um modo diferente e positivo. O mundo precisa de menos críticas e mais amor!!

Comentários

Eu concordo plenamente que o mundo precisa ter menos crítica destrutivas e mais apoio.

Sobre todo gordinho saber o que é bom, não concordooooo!!!! Muitos magros amam comer, e sabem tudo do paladar.

Bjs
Grazi
É realemnte importante ver as coisas de uma maneira diferente!
Concordo contigo plenamente!

Bjxxx
Monikinha disse…
Obrigada pela visita e pela força!!!!!
É toda escolha nessa vida tem uma renuncia, comer sem pensar na vida e não "ter corpão" (tirando as abençoadas né) ou então restringir um pouco mais e ter... Mas é aquela história, não devemos deixar de comer nada, apenas comer menos, não precisamos comer uma lasanha inteira, um pedaço bem degustado já basta!
Bjuxxxxx
Fulana disse…
achei ótimo! também sou assim, gordinha, mas conquistei cada kilo num momento de felicidade! rs
vivendo bem disse…
olaaa, estou te seguindo e adoraria se vc me seguisse tbm.. beeeijos glamourosasempre.blogspot.com.br
Pois é...
Eu já fui uma gordinha assumida. Tinha desistido de emagrecer e assumia, comendo tudo que eu queria. Mas que bom que passou..

Agora é comer sim, mas em menor quantidade, e conhecer minhas necessidades e vontades.

Vamo que vamo... beiju grande|
Pelo q entendi vc quis dizer q viu os olhos de uma pessoa sem preconceito q viu o lado positivo dum gordinho e não so criticas e o lado ruim de encarar a obesidade como doença, pois muitos gordinhos são felizes como são!
Eu já fui gordinha assumida e já nao me aceitei como sou to agora numa fase meio tempestuosa de tem horas q me aceito e tem horas q quero acordar magra, e so ver a zona do meu blog..hehehe
mas vamos seguindo
beijoss e bom fim de semana
Isa disse…
Vou dar meu pitaco.
Este ano eu decidi usar tudo o que aprendi e trabalhei com responsablidade para perder os últimos 3 kgs e estou consolidando com êxito. As pessoas que tenho encontrado que só viram o antes e o depois, ficam embasbacadas e a admiradas. O corpo esguio não permite que tenham palavras para descrever o que veem, mas vejo pelas expressões faciais que consegui. Sim, eu venci. Agora sou a magrona, antes era a "elogiada" gostosa. Prefiro ser magrona, e agora como muito mais do que antes, mas as comidas certas e não engordo.
Muitos amigos e parentes agora confessam que não diziam que eu estava gordinha para não me deixar triste. Sim Bruxinha, as pessoas mentem e omitem para não nos desagradar.
Se nos olharmos no espelho e acharmos que temos que mudar, emagrecer de forma saudável E DEFINITIVA, esta é a verdade. O resto, é o resto, e não se deixe envolver em propaganda enganosa. Vai lá, enfrenta a balança e luta. Sucesso e saúde! Não te ilude.
Torço por você, comendo bem, feliz e magra como sei que deseja ser.
Abraço da Isa
Bruxa do 203 disse…
Oi Isa! Que bom ver um comentário seu por aqui! Os meus parentes nunca foram gentis. Sempre falaram e criticaram mesmo. Também sou a favor de qualidade de vida e emagrecimento saudável e definitivo. Ao mesmo tempo, não concordo com tantas críticas e preconceitos.
Adriana Balreira disse…
Também acho que devemos sempre olhar tudo com o olhar de Pollyana, vendo o lado bom da coisa sempre. Mas sem se descuidar da saúde! E também não ser uma felicidade só da boca para fora. E nada de julgar ninguém!
Beijos
Adriana
Anônimo disse…
Verdade! Acho que em primeiro lugar deve vir nossa alegria e cuidados conosco mesmo, se a pessoa é feliz em ser gordinha, mas cuida da saúde, qual o problema?
abraços!
http://princessandfashion.wordpress.com
S* disse…
Eu sou tão feliz quando como porcarias!!
Shaiene Giatte disse…
Oii adorei seu blog...bjssssss
Anônimo disse…
fato fato fato!!!!!
Bah disse…
Se privar de qq coisa que te faça feliz é ser infeliz. Ponto.

Kisu!

Postagens mais visitadas deste blog

Filmes que Quero Assistir

O Melhor Professor da Minha Vida (França) Aos 40 anos, o professor François Foucault leciona no renomado Liceu Henri IV, perto do Panthéon de Paris. Devido a uma série de eventos, ele é obrigado a aceitar a transferência de um ano para uma escola no subúrbio da cidade e teme que o pior possa acontecer. trailer aqui.
O Estado das Coisas (EUA)- Brad (Ben Stiller) possui uma carreira lucrativa e uma vida familiar feliz, mas isso não é o bastante. Ele está obcecado em ser o mais bem-sucedido entre os seus ex-colegas de escola, mas, durante um reencontro com um velho amigo, ele é forçado a ignorar seu sentimento de inferioridade e rever seus conceitos. Trailer aqui.

Sim, Eu Adoro Cursos a Distância

Nos últimos meses descobri e fiz vários cursos e, sem dúvida, os meus preferidos são EAD. Conheço muita gente que não aceita essa modalidade de ensino. A minha chefe diz que eles não querem dar aula!! Diariamente explico para alguém por que eu gosto tanto de cursos a distância, então resolvi postar também aqui os motivos:
Não precisa perder tempo (e dinheiro!!) com deslocamento.
Dá para assistir aos vídeos e ler os textos em qualquer horário.
Se você não entendeu o que o professor disse, pode assistir quantas vezes precisar.
Em cursos de formação ou de longa duração, geralmente há chats e um fórum e a oportunidade de expressar as opiniões e interagir com os colegas é igual para todos.
Não precisa perder 20 minutos das aulas ouvindo aquele colega comunicativo chato e exibido que não para de falar sobre a vida dele e de toda a família e não deixa mais ninguém falar.
E outros 20 minutos com trabalhinhos em grupo, que na verdade duram 5 minutos e depois todo mundo começa a conversar sobre assun…

Um Sábado de Muita Chuva

De vez em quando precisamos de um dia inteiro em casa, sem obrigações.