Pular para o conteúdo principal

Fim da Temporada de Marmitas

Deu certo enquanto durou, mais ou menos uma semana!!! Logo voltei para as bolachas na gaveta e nada de comida de verdade. A partir de hoje, comecei a almoçar novamente perto do trabalho, os meus horários voltaram ao normal, fim da indisciplina. De volta aos restaurantes por quilo, com arroz integral, legumes e até frutas, como deve ser. Já podemos falar de alimentação e dieta de novo.

Comentários

✿ chica disse…
Que bom a volta à rotina certinha,né? bjs, chica
Adriana Leandro disse…
A sua volta na boa alimentação, só vai te fazer bem.
Bjus!

galerafashion.com
Luli Ap. disse…
Olá Bruxinha
Nada como uma boa e saudável rotina na alimentação <3
Além de fazer bem é prático e decreta o fim das bobagenzinhas :)
Bjs Luli

Café com Leitura na Rede

Jennifer Gama disse…
Foco para não cair em tentação no restaurante e aumentar a quantidade no prato.
Tente fazer na maioria das vezes as melhores escolhas, digo na maioria porque eu sei nem todos os dias estamos dispostas a isso, e bora continuar, beijosssssssss
Carla Renata disse…
arroz.. sdds.. mas tirei do meu prato..kkk... legumes, proteinas, frutas e gorduras continuam..kkkk bjokas lindeza e sucesso sempre
Luana disse…
eu enjoo tão facil das comidas da rua!que eu sou fã da marmita! aqui tem nas gavetas bolacha essas coisas! trago fruto iogurte!!! mas papa mesmo o meu todo dia eu faço!!!
bom retorno!!!beijos
Liliane de Paula disse…
Eita! Eu adoro bolacha.
Mas quando estou trabalhando nem lembro de comer.
Se entrar na cozinha, desperta a vontade de comer.
Ruby disse…
Na verdade preparar marmita pede tempo e na correria a gente troca pelo prático, já pegar pronta a refeição.
Gisley Scott disse…
Parabéns por ter retornado ao seu objetivo! Uma coisa que tem funcionado para mim por aqui é não cortar tudo de uma vez, mas cortar apenas 1 coisa por 21 dias. EU AMO doces, mas se eu disser que não posso comer doce, aí é só o que eu quero comer, né???? O que eu fiz foi o seguinte: cortei todas as sobremesas e mantive apenas comendo um ou dois chocolates bis por dia, assim eu não senti que estava me privando " de viver" kkkkkkkkk.

Beijos e sucesso no seu retorno!! Você vence daí que eu venço daqui! uhuuuuuu!!!
http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/

Postagens mais visitadas deste blog

Filmes que Quero Assistir

O Melhor Professor da Minha Vida (França) Aos 40 anos, o professor François Foucault leciona no renomado Liceu Henri IV, perto do Panthéon de Paris. Devido a uma série de eventos, ele é obrigado a aceitar a transferência de um ano para uma escola no subúrbio da cidade e teme que o pior possa acontecer. trailer aqui.
O Estado das Coisas (EUA)- Brad (Ben Stiller) possui uma carreira lucrativa e uma vida familiar feliz, mas isso não é o bastante. Ele está obcecado em ser o mais bem-sucedido entre os seus ex-colegas de escola, mas, durante um reencontro com um velho amigo, ele é forçado a ignorar seu sentimento de inferioridade e rever seus conceitos. Trailer aqui.

Sim, Eu Adoro Cursos a Distância

Nos últimos meses descobri e fiz vários cursos e, sem dúvida, os meus preferidos são EAD. Conheço muita gente que não aceita essa modalidade de ensino. A minha chefe diz que eles não querem dar aula!! Diariamente explico para alguém por que eu gosto tanto de cursos a distância, então resolvi postar também aqui os motivos:
Não precisa perder tempo (e dinheiro!!) com deslocamento.
Dá para assistir aos vídeos e ler os textos em qualquer horário.
Se você não entendeu o que o professor disse, pode assistir quantas vezes precisar.
Em cursos de formação ou de longa duração, geralmente há chats e um fórum e a oportunidade de expressar as opiniões e interagir com os colegas é igual para todos.
Não precisa perder 20 minutos das aulas ouvindo aquele colega comunicativo chato e exibido que não para de falar sobre a vida dele e de toda a família e não deixa mais ninguém falar.
E outros 20 minutos com trabalhinhos em grupo, que na verdade duram 5 minutos e depois todo mundo começa a conversar sobre assun…

Um Sábado de Muita Chuva

De vez em quando precisamos de um dia inteiro em casa, sem obrigações.